Você está aqui: APEAM > 2012 > dezembro
Apoio
Patrocínio
APEAM recebe Prêmio CREA da Qualidade pela evolução obtida entre os anos de 2011-2012

APEAM recebe Prêmio CREA da Qualidade pela evolução obtida entre os anos de 2011-2012

A Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais recebeu o prêmio de destaque pela evolução obtida entre os anos de 2011-2012 durante o V Ciclo do Prêmio CREA da Qualidade (PCQ) realizado em Foz do Iguaçu.

Segundo o vice-presidente da APEAM, Helder Nocko, a entidade foi premiada como a 3ª melhor associação de classe do Paraná no quesito evolução entre o ano passado e o ano atual. “Isso mostra todo o empenho que a Diretoria vem tendo para tornar a APEAM mais reconhecida dentro do estado, melhorando seus processos de comunicação e governança. O Presidente da APEAM, Eng. Renato Muzzolon Junior, mereceu muito estar lá na frente de todas as outras associações estaduais recebendo esse prêmio. Dentre as grandes evoluções do ano de 2012 podemos citar a preparação e submissão do processo de aprovação final da APEAM perante o Sistema CREA/CONFEA. Foram reunidos todos os documentos comprovadores das atividades de APEAM desde sua fundação. Com certeza um trabalho intenso que está valendo a pena e mostrando seus resultados. Esperamos que, com o registro da APEAM perando o CONFEA, em 2013 a APEAM passe a receber verbas do CREA/PR e dessa forma possa se estruturar para melhor atender as demandas de seus associados. Além disso, em 2014 a APEAM passará a possuir um conselheiro titular no CREA, o que dará ainda mais possibilidades de lutar pelas causas dos engenheiros ambientais”, destacou.

As três maiores evoluções do ciclo anterior para este também foram premiadas: Associação Profissional dos Engenheiros e Arquitetos de Paranavaí (1° lugar), Associação Maringaense de Engenheiros Agrônomos (2° lugar) e Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (3° lugar).

O PCQ – Prêmio CREA de Qualidade é um programa desenvolvido pelo CREA/PR em parceria com as Entidades visando a melhoria contínua da gestão. No fim de cada ano são premiadas as Entidades que alcançaram suas metas.

APEAM recebe Prêmio CREA da Qualidade pela evolução obtida entre os anos de 2011-2012

“O que observo é que ainda as empresas e órgãos públicos não têm a consciência necessária para contratar um engenheiro ambiental”

“O que observo é que ainda as empresas e órgãos públicos não têm a consciência necessária para contratar um engenheiro ambiental”

Rafael Rosa, graduado em engenharia pela Pontifícia Universidade do Paraná (PUCPR) e especialista em Geoprocessamento pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) trabalha, atualmente, como sócio administrador da MOR Gestão Ambiental e Florestal Ltda.

APEAM – Quais foram as maiores dificuldades encontradas no mercado de trabalho?

Rafael Rosa – Em verdade com relação ao mercado de engenheiros ambientais (empresas contratando ou concursos públicos) eu não tive essa experiência, porém o que observo é que ainda as empresas e órgãos públicos não têm a consciência necessária (ou obrigatoriedade de) para contratar um engenheiro e, se necessário, mais em conta sai contratar técnicos e gestores na área ambiental.

APEAM – A Engenharia Ambiental é relativamente nova no mercado de trabalho brasileiro e também, dentre as demais engenharias, a que mais tem potencial de crescimento. O que você acha que esta faltando para que este fato seja concretizado?

Rafael Rosa – Mais cobrança por parte dos órgãos competentes e espaço no CREA para definição de atribuições. Porém o mais importante é ter engenheiros ambientais competentes trabalhando e cobrando bem, pois essa é a única forma de ganhar espaço no mercado, trabalhando com ética e qualidade técnica e saber que não temos concorrentes (seja da engenharia ou área que for) ao redor e sim nossa networking.

APEAM – Qual a importância da APEAM para o fortalecimento da categoria?

Rafael Rosa – Representar a classe junto ao CREA e outras entidades privadas e públicas, além de em eventos.

APEAM – Para finalizar, qual recado você gostaria de deixar aos futuros Engenheiros Ambientais?

Rafael Rosa – O recado é gentilmente solicitar a participação e afiliação de V.Sas. na APEAM. Tal feito se dará através de procedimento simples de cadastro, incluindo pagamento de taxa no valor de R$ 35,00. Valor esse ínfimo, perto da representatividade que ensejamos ter, com muita bravura e ética, perante o CREA e acreditem, não será nada fácil. Precisamos de fato nos unir, através da APEAM, para poderemos exorcizar nossos fantasmas (áreas de atuação, sombreamento, padronização de honorários e valores de projetos, representatividade em eventos, respeito!). Não obstante, além de extinguirmos fantasmas, outros vários benefícios virão com o tempo, como desconto em cursos e palestras, junto a prestadores de serviços (dentistas, consultas afins, clínica de estéticas, etc…).

Rafel Rosa