Você está aqui: APEAM > 2012 > outubro
Apoio
Patrocínio
CREA-PR promove Seminário de Eficiência Energética em novembro

CREA-PR promove Seminário de Eficiência Energética em novembro

O CREA-PR promove nos dias 5 e 6 de novembro o Seminário de Eficiência Energética – Desafios na Busca da Sustentabilidade, na Universidade Positivo. A solenidade de abertura acontecerá às 19h do dia 5, seguida de programação no dia 6, coordenada pelo Grupo de Trabalho (GT) em Eficiência Energética, criado dentro do CREA-PR há dois anos.

O GT em Eficiência Energética foi constituído para elaborar e fazer três entregas, entre elas a fiscalização multiprofissional capacitada para o tema, alinhando uma característica diferenciada em uma fiscalização mais orientada e preventiva, evitando adotar uma linha com caráter punitivo a todos os profissionais e empresas que trabalham com Eficiência Energética.

A partir disso, o CREA-PR percebeu uma excelente oportunidade de aproximação com os profissionais, principalmente engenheiros atuantes com consultoria em eficiência energética e profissionais pertencentes às médias e grandes empresas, além dos profissionais das grandes redes e instituições de ensino. “O Seminário de Eficiência Energética foi planejado como uma maneira de dialogar e informar aos profissionais, empresas e universidades que o CREA-PR passará a observar e atuar neste tema. O Conselho está atento às inovações e tendências no setor de energia e quer chamar a atenção para as oportunidades que acontecerão nos próximos anos, além de contribuir com as metas de otimização energética no Brasil”, explica o engenheiro eletricista Sérgio Luiz Cequinel Filho, organizador do Seminário.

Com a adesão do CREA-PR aos princípios do Pacto Global, em 2009, as ações em prol do desenvolvimento sustentável passaram a ser uma das bandeiras defendidas pela atual gestão. “Os desafios no caminho da sustentabilidade são constantes e o tema Eficiência Energética é uma das inúmeras vertentes que a engenharia pode correlacionar à sustentabilidade”, fala o presidente do CREA-PR, engenheiro civil Joel Krüger. “A busca pela presença e pela efetiva participação de profissionais no planejamento, execução e manutenção de obras e serviços é um dos comprometimentos deste Conselho. E, especificamente para Eficiência Energética, o CREA-PR apresenta-se como Conselho Regional pioneiro na Fiscalização dessas atividades”, finaliza Krüger.

Programação

Na programação do evento (6.11), os paineis Regulatório e Normativas, mediado pelo engenheiro eletricista Sérgio Luiz Cequinel Filho (da Companhia Paranaense de Energia – COPEL), com participação de representantes da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), ABNT NBR ISO 50001:2011 e Eletrobrás (Procel); Setor de Energia, mediado por Aldino Beal com representantes da Copel, Itaipu Binacional, Petrobras/REPAR e Plano Estadual de Energia Elétrica 2030; Empresas (Indústria e Comércio), mediado pelo ouvidor do CREA-PR, engenheiro eletricista Rolf Meyer com profissionais da FIEP-PR, ACP-PR, APINE e Sistema Ocepar e Financiamento e Projetos, mediado pelo diretor tesoureiro do CREA-PR, engenheiro civil André Gonçalves, com participação do BRDE, Caixa Econômica, LACTEC e JETRO.

SERVIÇO:

DATA: 05 E 06 DE NOVEMBRO

LOCAL: TEATRO POSITIVO – PEQUENO AUDITÓRIO – BLOCO PÓS GRADUAÇÃO

PROGRAMAÇÃO:

DATA: 05/11

LOCAL: TEATRO POSITIVO – PEQUENO AUDITÓRIO – BLOCO PÓS GRADUAÇÃO

17h00 – Credenciamento
18h30 – Abertura e Lançamento do Caderno Técnico de Eficiência Energética
19h30 – Palestra Magna
21h00 – Encerramento

DATA: 06/11

LOCAL: UNIVERSIDADE POSITIVO – AUDITÓRIO BLOCO AZUL

07h30 – Credenciamento
08h20 – 10h00 – Painel 1: Regulatório e Normativas – Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL); Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT); Eletrobrás
10h00 – 10h30 – Coffee Break
10h30 – 12h10 – Painel 2: Setor de Energia – Copel; Itaipu Binacional; Petrobras/REPAR; Plano Estadual de Energia Elétrica 2030
12h10 – 14h00 – Intervalo para almoço
14h00 – 15h40 – Painel 3: Empresas (Indústria e Comércio) – Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP); Associação Comercial do Paraná (ACP); Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Energia Elétrica (APINE); Sindicato das Organização das Cooperativas do Paraná (Sistema Ocepar)
15h40 – 16h10 – Coffee Break
16h10 – 18h00 – Painel 4: Financiamento e Projetos – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE); Caixa Econômica Federal; Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (LACTEC); Japan External Trade Organization (JETRO)
18h00 – Encerramento

INSCRIÇÕES AQUI

 

Fonte: CREA-PR

APEAM participa da comemoração dos 20 anos do curso de Engenharia Ambiental da UFT

APEAM participa da comemoração dos 20 anos do curso de Engenharia Ambiental da UFT

O presidente da Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais e Diretor de Atribuições Profissionais da Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais – ANEAM, Renato Muzzolon Junior, o Vice-presidente da ANEAM, Itamar Xavier, e o  1º Vice-presidente do CREA – TO, Eng. Civil José Gustavo Rios Fayad, participaram de uma mesa redonda sobre “Mercado de trabalho e atribuições do Engenheiro ambiental”, durante a celebração dos 20 anos de criação do curso de Engenharia Ambiental.

O evento teve como objetivo despertar questionamentos, propor soluções para os principais problemas ambientais e identificar potencialidades na região norte e no Brasil para aplicações de novas tecnologias sustentáveis, debater as principais áreas de atuação do Engenheiro Ambiental e áreas afins e estudar o desenvolvimento do curso ao longo de história, assim como as exigências de mercado de trabalho.

Segundo Xavier o evento foi um grande marco para a Engenharia Ambiental, mas infelizmente não alcançou a notoriedade nacional. “De qualquer forma valeu a pena, o envolvimento dos alunos foi notório e a disposição das mesas redondas (Atuação do engenheiro ambiental no setor público’; ‘Atuação do engenheiro ambiental no setor privado’; ‘Atuação do engenheiro ambiental na academia’ e ‘Mercado de trabalho e atribuições do Engenheiro ambiental’) foram todas muito bem representadas por uma equipe de profissionais da engenharia Ambiental”, afirmou.

Durante a mesa redonda, Muzzolon apresentou as principais oportunidades de trabalho para o engenheiro ambiental. “O engenheiro ambiental deseja somente exercer respeitosamente sua profissão em conjunto com as demais categorias” destacou.

Além do presidente da APEAM e vice-presidente da ANEAM, participaram da mesa redonda Antônio Rodrigues da Silva Neto (AMBTO), Cassius Gariglio (Diretor de Valorização Profissional da ANEAM e Conselheiro do CREA) e João Alberto Aragão (SEAGETO). O Diretor de Educação da ANEAM, Tiago Santos, participou da Mesa redonda “Atuação do engenheiro ambiental na academia”.

Breve Histórico do Curso

O curso de Engenharia Ambiental nasceu após a conferência ECO 92, onde o Governo do Estado de Tocantins teve a honra de abrir em sua Universidade Estadual, a UNITINS, o primeiro curso de Engenharia Ambiental do Brasil, de onde saíram os primeiros profissionais que, na ocasião, não tinham atribuições previstas pelo Conselho de Engenharia para nortear o desenvolvimento dos novos desafios, da nova profissão para atuar com as transformações desenvolvimentistas utilizadoras de recursos naturais. Somente no ano de 2000, fora editada a resolução relacionando atribuições profissionais ao Engenheiro Ambiental.

Comemoração 20 anos de Engenharia Ambiental no Brasil

Fórum de eficiência energética 2012

Fórum de eficiência energética 2012

A Associação Brasileira pela Conformidade e Eficiência de Instalações (Abrinstal) e o Sindicato da Indústria de Instalação de São Paulo (Sindistalação) promoverão, no dia 23 de outubro, o “Fórum de eficiência energética 2012”.

O objetivo do evento, realizado com o apoio do Instituto de Eletrotécnica e Energia da Universidade de São Paulo (USP), é levantar discussões a respeito da eficiência energética no ambiente da construção civil e sua aplicação em edificações.

“Perspectivas do setor da construção civil sobre eficiência energética”, “Roadmap internacional sobre eficiência energética nas construções” e “Iniciativas para eficiência energética no setor industrial” são alguns assuntos que serão debatidos durante o encontro.

O evento será realizado no Auditório da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), situado na Av. Paulista, nº 1313, 4º andar. As inscrições são gratuitas.

Mais informações e inscrições

 Fonte: Agência FAPESP

APEAM participa de Fiscalização Preventiva Integrada – FPI

APEAM participa de Fiscalização Preventiva Integrada – FPI

A Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (APEAM) participou, no dia 24 de setembro, da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) promovida pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná – CREA/PR, em Curitiba. O objetivo da FPI é prevenir riscos e garantir, através da responsabilidade técnica, segurança à sociedade.

O presidente da APEAM, Renato Muzzolon Junior, acompanhou a Fiscalização Integrada coordenada pelo CREA-PR na obra de propriedade da Novaes Chemin Engenharia e Incorporações Ltda, localizada na Avenida João Gualberto, bairro Cabral. A Fiscalização Preventiva Integrada representa uma forma de ação conjunta entre vários órgãos fiscalizadores e parcela da comunidade técnica. “Essa foi a primeira fiscalização da APEAM. Espero que seja a primeira de muitas”, disse Muzzolon.

FPI

Fiscalização Preventiva Integrada – FPI

APEAM participa do 5º Ciclo do Prêmio CREA de Qualidade nas Organizações Profissionais

APEAM participa do 5º Ciclo do Prêmio CREA de Qualidade nas Organizações Profissionais

A Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (APEAM) participou, em Curitiba, da pré-auditoria do 5º ciclo do Prêmio CREA da Qualidade nas Organizações Profissionais – PCQ. O objetivo do prêmio é reconhecer e premiar as organizações profissionais que demonstrem alto desempenho em suas gestões, e mostrar o desenvolvimento das organizações profissionais vinculadas ao sistema CONFEA/CREA no Estado do Paraná.

Além disso, o prêmio busca incentivar o desenvolvimento cultural, político, científico, tecnológico, econômico e social das organizações e de seus profissionais associados; levar às organizações profissionais um referencial para a melhoria contínua dos processos; divulgar as boas práticas de gestão desenvolvidas pelas organizações; e servir de instrumento ao processo de fortalecimento das organizações profissionais.

Segundo o presidente da APEAM, Renato Muzzolon Junior, a associação vem buscando se aprimorar desde o 2º ciclo do PCQ. “O programa auxiliou diretamente na gestão organizacional da entidade e na elaboração do planejamento estratégico”, afirmou.

De acordo com a Gerente Regional do CREA, Adriana Cristina Casagrande Costa de Souza, no decorrer dos anos muitas entidades já conseguiram melhorias significativas em seu desempenho no PCQ, algumas chegaram ao topo. Porém, o resultado das ações não é imediato. É necessário um tempo de maturação para a consolidação da entidade e para sucesso em seus empreendimentos. “Neste sentido, a APEAM tem se destacado pela iniciativa e coragem de participar ativamente em cada etapa do processo de construção do premio CREA de qualidade nesta rodada de 2012. A última etapa consiste na entrega dos resultados, que acontecerá no Encontro Paranaense de Entidades de Classe – EPEC”, destacou.

PCQ

Equipe responsável pela pré-auditoria do PCQ

Aberta inscrições do curso de ensino a distância para orientar a elaboração de planos estaduais e municipais de gestão

Aberta inscrições do curso de ensino a distância para orientar a elaboração de planos estaduais e municipais de gestão

Estão abertas as inscrições para a última turma do curso de ensino a distância para orientar a elaboração de planos estaduais e municipais de gestão de resíduos sólidos. O Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o ICLEI-Brasil – entidade que reúne 1.200 governos e associações compromissados com o desenvolvimento sustentável – com apoio da Embaixada Britânica ministraram o curso, até o momento, para 2.266 participantes. A nova turma, que está com as inscrições abertas, terá início no dia 23 de outubro e oferece 750 vagas. 

O curso foi traçado com base na estrutura e no conteúdo do Manual de Orientação disponível no portal do MMA no link:
http://www.mma.gov.br/estruturas/253/_publicacao/253_publicacao09042012101719.pdf

Após o encerramento das inscrições, a coordenação do curso realiza uma seleção dos inscritos, baseado nos critérios e pré-requisitos para, então, confirmar as inscrições. Os principais critérios são: nível médio completo; conhecimentos básicos de Internet e o pacote Office; experiência mínima de seis meses na área de resíduos sólidos e outras áreas relacionadas a meio ambiente, saneamento e planejamento urbano; gestores e técnicos municipais/ estaduais, preferencialmente do quadro permanente, e envolvidos diretamente na elaboração do plano ou que coordenem/avaliem o trabalho das consultorias contratadas para elaboração dos mesmos. 

Destina-se, também, a gestores e técnicos do governo federal ou de instituições financeiras, envolvidos na implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos; consultores e profissionais de organizações relevantes, que estejam trabalhando junto aos governos locais na elaboração dos planos; professores acadêmicos e associações de profissionais, potenciais multiplicadores do conteúdo, envolvidos com pesquisas e trabalhos relacionados à elaboração dos planos estaduais ou municipais.

MÓDULOS

O curso é dividido em módulos, onde são sugeridos textos e vídeos complementares, bem como atividades e fóruns de discussão para que o aluno conheça e se aprofunde nos principais conceitos para elaboração de qualificado um plano de gestão. “O fórum planos e práticas é um dos mais ricos, pois é o espaço onde os participantes estão trocando experiências e dúvidas sobre a elaboração dos planos”, afirmou a coordenadora de Projetos do ICLEI-Brasil, Gabriela Alem.
Os participantes devem se dedicar, em média, dez horas semanais durante um mês. O curso é oferecido por meio de plataforma com acesso restrito aos alunos onde os módulos ficam disponíveis. Cada participante acessa a plataforma e cursa as aulas nos horários que lhe for mais conveniente. Após o início, são 30 dias para finalizar o curso todo.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no site: http://www.eadresiduos.org.br 

Pesquisa

Após efetuar a inscrição, o aluno encontrará um link para uma pesquisa sobre gestão de resíduos, que pode ser respondida por qualquer pessoa:
http://eadresiduos.org.br/form/index.php/questionario-de-pesquisa

O questionário é um convite a todos a compartilharem informações sobre a gestão de resíduos em seus estados e municípios para mapearmos de forma inicial e ampla, práticas interessantes de gestão de resíduos que ainda estão dispersas. Adicionalmente, as informações levantadas nos ajudarão a traçar um diagnóstico preliminar e avaliar quais as necessidades e desafios enfrentados.
As perguntas estão divididas em duas partes: a primeira sobre o panorama da gestão de resíduos sólidos no seu estado ou município e a segunda sobre iniciativas que participa, participou ou que conhece e julga relevante compartilhar.

Fonte: Ministério do Meio Ambiente